Momentos MID®

que tal dividir melhor o seu tempo com a família? compartilhe essas ideias:

diversão

Educação dos filhos: quatro mitos que precisamos desconstruir

11 de agosto, 2016 • por MID Refresco

Filha sentada no sofá jogando vídeo game com a mãe

Educar os filhos é uma das tarefas mais recompensadoras e cheias de amor que os pais podem ter. No entanto, às vezes desafios e dificuldades ao educar as crianças acabam gerando certos mitos que vão passando de geração para geração, e podem dificultar ainda mais a educação dos filhos.

Para você não cair nessa armadilha, confira cinco mitos na educação das crianças que precisam ser evitados.

Mito 1 - Crianças não compreendem o que os adultos falam

É comum que pais pensem que o seu filho ainda não compreenda muito bem o que lhe é dito, e por isso não se preocupam tanto em explicar situações e conversar sobre as atitudes que a criança tem. Isso é errado, pois as crianças entendem sim quando são repreendidas, elogiadas, incentivadas - e também as razões disso.

Pai e filha estudando juntos

Esse mito acaba influenciando a educação dos filhos, já que ao invés de dialogar e explicar as situações, os pais podem apenas tomar atitudes (desde colocar de castigo até recompensar as boas notas na escola, por exemplo). Nesses contextos, a criança acaba não compreendendo por que está errada ou certa, e assim ela perde uma oportunidade de aprender como lidar com os seus equívocos e acertos.

Mito 2 - É preciso aplicar castigos

Um resultado do mito anterior é justamente outro: é preciso aplicar castigos para que a criança tenha disciplina e aprenda com os seus erros. O castigo - como, tirar temporariamente algum brinquedo da criança - é uma ferramenta útil na educação dos filhos, porém, não pode ser a única, e muito menos aplicada de qualquer maneira.

O castigo, ou melhor, a repreensão precisa ser aplicada com cuidado. É fundamental explicar para a criança por que o seu comportamento foi errado. Mostre que você não fica contente em repreendê-la ou castigá-la. Enquanto isso, evite gritar ou ser agressivo de outras maneiras.

Além de evitar que o seu filho veja uma conduta agressiva como maneira de resolver situações, ele irá entender o que fez de errado e, assim, saber o que não repetir.

Mito 3 - A criança precisa sempre comer tudo

Uma das cenas mais comuns é quando os pequenos se recusam a comer e os pais insistem para que eles comam tudo - o famoso ?limpar o prato?: quanto mais comerem, melhor. Mas, não. Essa ideia de que mais comida é igual a mais saúde é um mito. É importante que a criança tenha uma alimentação balanceada para isso, mas não que coma sempre tudo.

Cada criança tem uma saciedade diferente e, além disso, é comum que sobre um pouco no prato, já que os pais tendem a caprichar. Garanta uma alimentação com os nutrientes que seu o filho precisa, mas cuidado para não forçá-lo a comer além do que ele precisa.

Mito 4 - A TV e o videogame fazem mal para o desenvolvimento da criança

O senso comum acabou propagando esse mito de que se os pequenos ficarem em frente à TV ou jogarem videogame, terão o seu desenvolvimento comprometido. A verdade é que, com moderação, essas atividades têm o potencial de aprimorar aptidões da criança. Com a orientação e a supervisão dos pais, as crianças podem consumir programas educativos e jogar games apropriados para a sua idade.

Pai e filha jogando vídeo game

Com os jogos, elas se divertem enquanto desenvolvem o raciocínio lógico, a habilidade de solucionar problemas, a concentração e até reduzir o déficit de atenção e hiperatividade. Já a TV pode proporcionar momentos educativos e servir como uma fonte de diversidade cultural e descobertas, mostrando para a criança coisas novas e interessantes.

Mas, vale ressaltar: é bom ter horários definidos para essas atividades, além de incentivar as crianças a se envolverem com outras atividades e brincadeiras.

Sugestões para você:

5 Atividades divertidas que ajudam no desenvolvimento das crianças

Lanchinho da tarde para crianças no fim de semana

Meu filho não quer comer, e agora?


DESTAQUE

CATEGORIAS

MID® no facebook

Fale com a MID®; SAC MID®