Momentos MID®

que tal dividir melhor o seu tempo com a família? compartilhe essas ideias:

diversão

Como lidar com as birras dos filhos?

11 de agosto, 2016 • por MID Refresco

Filha fazendo birra para o pai

Imagine a cena: você e seu filho vão ao shopping juntos. Ao passar por uma loja infantil, o pequeno empaca e decide que quer o brinquedo da vitrine. Por algum motivo, ele não poderá ter o brinquedo. Nessa hora, a criança começa a chorar, berrar ou espernear.

Aqui, descrevemos uma cena hipotética, mas se você tem filhos é bem possível que já tenha passado por alguma situação parecida. O que fazer nessa hora? Como lidar com a birra das crianças?

Por que as crianças fazem birra?

Acredite: as birras, momentos de explosão ou irritação, são normais da infância. Isso porque é nessa fase que os pequenos estão aprendendo a lidar com a frustração dos primeiros "nãos". Crianças de 1 a 3 anos ainda não sabem lidar com esse sentimento e, por isso, expressam o que sentem chorando, berrando e tendo "ataques de raiva" - e isso é o que chamamos de birra.

Nessa fase, é importante que os pais ajudem os pequenos a entenderem o que estão sentindo, dando nome ao sentimento, que é totalmente novo para eles. Mostrar empatia, mas manter a posição é importante. Ou seja, mostrar para a criança que você entende o que ela está sentindo, mas explicar que não será possível dar/fazer o que ela quer.

Aprender a lidar com o "não" e com o que se sente faz parte fundamental do desenvolvimento da criança. Por isso os pais devem ficar atentos e saber como lidar com essas situações da melhor maneira possível.

7 dicas para lidar com a birra da melhor maneira

Para lidar melhor com essa fase, selecionamos algumas das dicas dadas por psicólogos, pedagogos e profissionais na área. Confira o que fazer, e o que não fazer nos momentos de birra.

1. Mantenha a calma

É normal que os pais se irritem com as crises de birra dos filhos, mas é muito importante manter a calma nessa hora. De nada vai adiantar gritar mais alto, bater ou dar castigos imediatos, isso só irá assustar a criança e aumentar a sua frustração.

2. Não dê importância à cena

Os filhos buscam chamar a atenção dos pais com as birras, então dar muita importância pode encorajar esse tipo de comportamento. Por isso, converse com a criança, mas não dê atenção em excesso: aja naturalmente e a criança perceberá que o choro ou os gritos não funcionam.

3. Espere, antes de conversar ou repreender

Assim como os adultos, as crianças não escutam no momento de raiva. Por isso, é importante que eles se acalmem, para compreenderem o que você tem a dizer. Quando isso acontecer, converse sobre o que aconteceu, explicando o que ele estava sentindo, mas que o comportamento dele não foi correto.

Seja sucinto, fale pouco e com calma - se você começar a falar demais, é provável que a criança pare de prestar atenção. Além disso, repreenda - mas demonstrando carinho - abraçando o seu filho, se ele permitir.

4. Não ceda aos ataques de birra

Relembre a cena que mencionamos no início: você sai com o seu filho, ele quer algo e você nega; a birra começa. O que fazer nesse momento? Muitos pais acabam cedendo, principalmente quando a situação acontece em um espaço público e com pessoas ao redor. Nessa hora é muito importante não ceder e se manter firme.

Siga todas as dicas que citamos até agora e, se puder, leve o seu filho para um lugar reservado para se acalmar, e explique o porquê você negou algo à criança.

5. Antes de sair de casa, determine como será o passeio

Para tentar evitar essas situações de birra em passeios, antes mesmo de sair, determine como tudo será. Por exemplo: O que vocês irão fazer? A criança irá ganhar algum presente? Quanto tempo irão demorar? Assim a criança sabe o que você espera dela e consegue se adaptar melhor à situação.

6. Elogie quando puder

Assim como você repreende um comportamento ruim, elogie um bom. Imagine que vocês farão um passeio. Antes de sair você determina como tudo deverá ser, e a criança cumpre com o combinado. Nada mais justo do que elogiar o bom comportamento, certo? Os filhos buscam a aprovação dos pais; ao elogiar, o seu filho vai continuar se comportando bem.

7. Respeite o tempo da criança

Às vezes a birra pode ser fruto de alguma necessidade da criança, como cansaço ou fome. É importante manter uma rotina de alimentação e sono. Respeite sempre a hora de ir dormir e tenha horário para cada refeição do dia. Assim, você antecipa as necessidades da criança e evita cansaço e possíveis crises de choro/raiva por parte da criança.

Sugestões para você:

Meu filho não quer comer, e agora?

5 Atividades divertidas que ajudam no desenvolvimento das crianças

Lanchinho da tarde para crianças no fim de semana


DESTAQUE

CATEGORIAS

MID® no facebook

Fale com a MID®; SAC MID®